Domingo, 05 Dezembro 2021
Égua, mano!
Entretenimento. Esqueça o resto.
POESIA POEMA LITERATURA LIVRO ESCRITORA

Livro ‘A Trilha do Mar’ mostra sensibilidade de Ana Anspach

Alguns poemas foram musicados por artistas amapaenses.

Por Redação - 11 de Agosto de 2020

Como não amar o mar? Aquele azul infinito e ondas que vem e vão também foram fonte de inspiração para Ana Anspach, em seu livro autoral “A Trilha do Mar”. A obra, lançada em 2018 e relançada ano passado, reúne poemas cheios de doçura e personalidade com temas variados.

Bem recebido pela sociedade e pela imprensa amapaense, o livro teve uma tiragem inicial de 300 exemplares. Alguns poemas foram musicados e interpretados por músicos e cantores amapaenses como Zé Miguel, Amana e Cássio Pontes.

Quando criança, Ana morou próxima à praia, e o mar representa para ela momentos memoráveis. “O mar me lembra pessoas muito importantes: meu avô, mãe, familiares, e colegas da infância. Meu sonho era ser uma sereia, sempre quis entender e me fundir ao mar”, conta a poeta.

A carioca, de 54 anos, mora no Amapá desde 1995, onde atua como publicitária e assessora de imprensa, profissões ligadas à escrita- sua paixão desde criança. “Aprendi a ler e escrever cedo e aos 11 anos, quando ganhei meu primeiro caderno de poesias, comecei a rascunhar versos e apresentá-los nos eventos escolares”, recorda.

Continua: “No início escrevia intuitivamente, extraindo de imagens, histórias, experiências vividas ou imaginadas. Em tudo há poesia. Com uma sensibilidade à flor da pele, sempre preferi me expressar escrevendo”, conta.

Ana conta que a ideia de fazer um livro autoral não estava nos seus planos, mas tudo mudou a partir de um encontro com o poeta José Camelo Ponte, autor do prefácio da obra.

"Ele chegou para mim e falou: 'vamos escrever um livro juntos'. Eu aceitei na hora, claro. Aí eu fui produzindo e mandando para ele. Só que chegou um momento que ele falou: 'eu não vou mais fazer um livro com você, porque você tá pronta para escrever sozinha'. Então foi ele que me guiou e abençoou", agradece a escritora. A capa do livro ficou por conta do fotógrafo Roberto Almeida.

Sobre a escritora

Ana Anspach é Membro da Associação Literária do Estado do Amapá (Alieap), participou do projeto Cenopoesia, onde já realizou duas exposições de poemas: uma em Macapá e outra em Santana. Atualmente, divulga seus textos nas redes sociais.

Confira alguns de seus poemas

 

Mergulho

É fora de mim que o mar encontra o céu

E os tons de azul encharcam o sol.

É do lado de fora

Que as borboletas

Batem as asas

E espalham  arco-íris no ar.

É fora de mim que toca música

E os acordes fazem bailar o vento, enquanto

Os querubins batem os pés no ritmo do amor que enlaça os casais que passam Por mim.

Ana Anspach

 

Manto de sal

Bendita água salgada que me abraça como um amante possessivo

Tua língua percorre meu corpo que se entrega rendido.

No balanço da maré,

O prazer chega em ondas brancas e cheias de espuma

Que me vestem como um manto

E bordam o sal na minha saia.

Conchas enfeitam meus cabelos,

E no azul infinito

Fusão de céu e mar encontro meu abrigo.

Me faço mulher

Dentro do mar

Ana anspach

 

Descaminho

Tua língua percorreu um corpo que não é mais teu.

Nossa história torta

Me apresentou um cenário de mentiras, traição, falsidade.

Quisera não ter te conhecido e

Não ter permitido que andasse comigo por meus caminhos.

Sobra arrependimento e desilusão.

Não sou mais quem eu era, mas sigo meu caminho.

Nele não há lugar pra você.

Ana Anspach

 

Onde comprar

“A trilha do Mar” pode ser adquirido na Livraria Acadêmica, no Macapá Shopping Center, ou pela internet, clique aqui.

 

Foto: Aquivo Pessoal. 

 

 

Compatilhe no Facebook
Compatilhe no Twitter
Publicidade