Segunda, 18 Outubro 2021
Égua, mano!
Entretenimento. Esqueça o resto.
TEATRO ATOR ARTES CÊNICAS AUDIOVISUAL

Espetáculo do ator e produtor Jhou Santos recebe Prêmio Funarte de teatro

“A história do antigamente” está disponível para visualização nas redes sociais

Jessica Alves - 16 de Janeiro de 2021

O espetáculo “A história do antigamente”, do ator e produtor amapaense Jhou Santos, foi recentemente contemplado pelo prêmio Funarte RespirArte 2020, na categoria de Teatro. A produção está disponível para visualização nas redes sociais do ator, Facebook e Youtube. 

De acordo com o artista, a peça pode ser vista como um desdobramento do espetáculo “KAYEB” do Movimento Cultural Desclassificáveis, tendo como referência a cosmologia indígena do Amapá. 

“Eu fiz parte da criação do espetáculo junto com o elenco primário. Foi uma pesquisa muito consistente, um trabalho muito lindo mediado pelo diretor Paulo Alfaia ao lado de jovens atores bastante comprometidos. Uma das coisas que mais me marcou quando ainda estava no espetáculo foi que chegamos a apresentar na aldeia indígena do Manga e estávamos rodeados de indígenas de várias etnias”, disse Jhou. 

O experimento cênico que já havia se apresentado no formato presencial. Em 2019, no IV Festival Amapaense Curta Teatro, recebeu as seguintes premiações: Prêmio de Melhor Ator; para Jhou Santos e Prêmio de Melhor Concepção Sonora; para Alex de Jesus. 

Espetáculo do ator e produtor Jhou Santos recebe Prêmio Funarte de teatro

E a produção caracteriza-se por ser uma livre adaptação tendo como ponto de partida o trabalho de pesquisa do ator Jhou Santos no processo de criação de seu personagem. A dramaturgia tem como ponto norteador o “Mito da Cobra Grande” e suas diferentes versões, apresentado em cena em forma de uma história ancestral narrada por um contador de histórias. 

Prêmio Funarte

O prêmio Funarte RespirArte 2020 foi lançado pela Secretaria Especial da Cultura do Ministério do Turismo, do Governo Federal.

O edital lançado em 2020 foi um plano emergencial para seleção de trabalhos dos artistas do Brasil que foram afetados pela pandemia.Espetáculo do ator e produtor Jhou Santos recebe Prêmio Funarte de teatro

Assim, funcionou como uma forma de incentivar os artistas brasileiros a fazerem produções dentro de casa, durante o período de quarentena e isolamento social, para conter a Covid-19 no país.

Assim, Jhou foi contemplado com o valor de R$ 2,5 mil pela produção de “A história do antigamente”. No total foram 270 artistas e produtores em todo o Brasil selecionados para o prêmio. 

Com isso, Jhou se motivou a adaptar o seu projeto para o formato audiovisual, e conseguiu ser selecionado. 

 Espetáculo do ator e produtor Jhou Santos recebe Prêmio Funarte de teatro

“Tive que transformar o meu quarto em um estúdio e lá fizemos a gravação, que agora depois do resultado da aprovação estávamos disponibilizando para o público. E tá sendo muito bom o retorno das pessoas daqui e das pessoas de fora que têm curiosidade pelo trabalho de artistas amapaense”, lembrou o artista. 

E ele ressalta a importância dessa seleção não apenas de forma individual, mas para o cenário amapaense. 

“É uma conquista muito importante estar entre os selecionados e poder compartilhar através da internet para o mundo um recorte do fazer teatral do Amapá, nossa cultura precisa ser mostrada para que o restante do país conheça”.

Espetáculo do ator e produtor Jhou Santos recebe Prêmio Funarte de teatro

Planos para 2021

E Jhou revela que os trabalhos não param. Para 2021 há novos projetos a serem realizados, incluindo um espetáculo online e a celebração de  10 anos da Cia de artes Tucuju, na qual ele é diretor. 

“ Neste ano teremos muito trabalho mesmo, Será um ano para apresentar o espetáculo “Jornada Bufa” online, será o ano de montagem do meu segundo espetáculo solo, temos uma programação para todo o ano em comemoração aos 10 anos da cia de artes Tucuju, temos que realizar a segunda edição do Festival In Solos Tucujus, enfim será um ano de muito trabalho, para suprir o que 2020 não foi”, concluiu. 

Fotos: Divulgação

Compatilhe no Facebook
Compatilhe no Twitter
Publicidade